Friday, August 19, 2016

"The Masked"





(Leticia Milesi Halle)

 Disclaimer

Hoje,deixo para os amigos que me leem um poema da minha gringuinha Leti.(link) Poema este que lhe rendeu um prêmio em uma Feira de Literatura promovida por sua escola.O poeta Manoel de Barros,com sua originalidade e inovação nas palavras, característica marcante do Grande poeta, dizia:"Olhar com ternura a criação e ver-se pago de tudo".
Esse também foi o meu olhar ao receber de Leticia seu "eu poemático" como sugestão de post para o meu blog.Citando o filósofo Zeca Pagodinho:
                             "sou feliz e agradeço por tudo que Deus (o meu) me deu".
Parabéns,Ticinha !!!!Obrigada,princesa. ♥ 

porque o som ,um de meus preferidos e da autora da linda obra,já bem badalado no Renascendo,está aqui.


Um bom fim de semana aos amigos super bem-vindos ao Renascendo.
Beijo
Lau



Imagem sugerida pela autora da obra.  Aqui tem mais sobre a autora.
@Todos os direitos reservados.

Sunday, August 14, 2016

Sobre a saudade da ausência ... (mix)


Imagens com direitos @utorais

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
Se partiste, não sei.
Porque estás,
tanto quanto sempre estiveste.

Essa tua,
tão nossa, presença
enche de sombra a casa
como se criasse,
dentro de nós,
uma outra casa.
No silêncio distraído
de uma varanda

E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim

ecoam ainda os teus passos
feitos não para caminhar
mas para acariciar o chão.

Nessa varanda te sentas
nesse tão delicado modo de morrer
como se nos estivesse ensinando
um outro modo de viver.

Se o passo é tão celeste
a viagem não conta

Os lugares que buscaste
não têm geografia.
São vozes, são fontes,
rios sem vontade de mar,
tempo que escapa da eternidade.

Moras dentro,
sem deus nem adeus.

Tem horas antigas que ficaram muito mais perto da gente do que outras,de recente data. 
O senhor mesmo sabe,meu pai.

(Ao meu querido pai com a devida licença de 


O soundtrack do dia e da noite  está aqui.


" Feliz noite do Dia dos Pais aos amigos leitores que passam por aqui".

 Uma semana produtiva para todos.
 Lau




Fontes: Carlos Drummond de Andrade em "Ausência", Mia Couto , em "Habitante" ,e João Guimarães Rosa em "Grande Sertão: Veredas"


 @Todos os direitos reservados

Thursday, August 11, 2016

E mais uma Declaração de Amor No Renascendo em 2016.


Minha flor minha flor minha flor.
Minha princesa amorosa,educada.Minha linda.Minha poetinha (de férias) Rafulete. Minha parceira nos Pins, no blog, no Snap, no IG. Meu botão-de-rosa. Minha gardênia ♥ branquinha. Meu amor-mais-que-perfeito. Meu chocolate ao leite.Ah, meu luar. Meu lírio branquiiiinho. Meu yogoberry (com 16 tops já? snif). Meu raio de sol dourado. Minha artista.Minha rainha do WhatsApp/Twitter/ Instagram, nas"Selfies.
Minha "spicy".Minha companheira na "imigração".Minha parceira na purificação de ambientes.Minha ginasta. Minha tricolor de coração.Minha "award" em inglês, francês, handball.
 Minha princesa Rafaella.♥

Te amo e tenho muito,mas muito orgulho em ser sua "vóvi".Que venham os 17 anos! E as nossas viagens.

 Beijo de proud e love.
Vóvi Lau ♥

(Plágio-autorizado e ligeiramente adaptado 
da
 Declaração de Amor, de Carlos Drummond de Andrade)(link)


"Disclaimer"
Boa noite,amigos que me leem .O Velho Guima,Guimarães Rosa, era um sábio.Todas as vezes que  vou à sua bíblia maravilhosa me deleito com suas palavras, seus diálogos: "Miguilim, Miguilim, vou ensinar o que agorinha eu sei, demais: é que a gente pode ficar alegre, alegre, mesmo com toda coisa ruim que acontece acontecendo. A gente deve poder ficar então mais alegre, mais alegre por dentro".
E não é que ele tinha razão? Perdi meu pai, que aniversaria no dia 10 de agosto. Mês em que se homenageia os pais, e não é que  Deus, um amigão, nos deu, no dia seguinte, esse presente maravilhoso que é a "princesa Rafaella". 
Obrigada  "CAMARADA aí de cima", você continua um parceiraço.♥ 
Amém.

Um beijo olímpico aos amigos que são bem-vindos ao blog.
Bom fim de semana.
Lau

 Os soundtracks estão aqui, aqui e aqui.


Fonte: Declaração de Amor-Carlos Drummond de Andrade.Editora Record- concepção e seleção: Pedro Augusto Graña Drummond e Luis Maurício Graña Drummond.

Imagens com direitos autorais, editadas e com efeito de luz de prenchimento.
Reposting com outro título

Wednesday, August 10, 2016

Ao meu (e)terno parceiro:

                             

                             P arabéns pelo seu dia,meu herói ,meu parceiro paciente
                             A migo  nas horas mais difíceis,amoroso,sempre presente
                             I nesquecível,imenso,inteligente,deixou saudade na gente


Disclaimer
Ao meu querido pai,grande amigo e  parceiro,que faria 93 aninhos hoje
 e  sabia ouvir pacientemente. 
Meu querido pai era um romântico de carteirinha e "botton" ♥ na lapela. 
E  fazia coro com Rubem Braga,que dizia :
"O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila.Em silêncio.Sem dar conselhos.Sem que digam: 
“Se eu fosse você"...
Saudades de meu pai... ♥


O soundtrack fica a cargo de Beirut, (link)com uma letra muito carinhosa 
de Caetano Veloso,(link) outro leonino,também aniversariante do mês.
Para ouvir,é só clicar aqui
Aqui (link)há outra inesquecível.



Um beijo aos meus amigos que me prestigiam e são super bem-vindos aqui.
Até...
Lau


Sobre Rubem Braga, clique aqui. (IM-PER-DÍ-VEL essa crônica do imenso Rubem Braga, recomendo a leitura)
Imagem da moça ouvindo "histórias de amor" by site "Brasileiríssimos. As 2 outras são minhas.Todas com direitos autorais.


Saturday, August 6, 2016

"Rio Olímpico Brilhante"


Ontem,a cidade mais linda do mundo ♥:),o Rio de Janeiro, mostrou que somos capazes de sediar grandes eventos do porte da Copa do Mundo (link) (um sucesso, diga-se de passagem) e dos Jogos Olímpicos.A cerimônia de abertura dos Jogos 2016, realizada no estádio do Maracanã,na cidade maravilhosa,foi de uma lindeza sem tamanho e exaltada pela mídia internacional. 

Para a realização de um grande evento como as Olímpiadas é necessário muita preparação,uma baita infraestrutura .

Portanto, trata-se de  um projeto grandioso que necessitava de profissionalismo e muita garra.E os brasileiros sonhavam  em sediar os Jogos. E abraçaram esse sonho com corpo e alma.

"Quem sonha demais precisa de dar realidade ao sonho.Quem dá realidade ao sonho tem que dar ao sonho o equilíbrio da realidade", diz Fernando Pessoa em seu "Livro do Desassossego".E para isso, foi criado o Comitê Rio 2016,que trabalhou muito,durante 7 anos(idade do meu blog), para organizar os primeiro Jogos Olímpicos do Brasil e da América do Sul.

Foram mais  de 100 mil pessoas  envolvidas diretamente na organização deste evento,incluindo integrantes do Comitê,além de pessoas contratadas e de mais de 70 mil voluntários.

E todo esse trabalho foi coroado de êxito, repito,conforme o "clipping " abaixo.

“A cerimônia de abertura foi uma exibição à altura da Cidade Maravilhosa. Havia ritmo e beleza em cada passo no estádio do lendário O Rio vibra com uma festa repleta de música, cores e esporte” e  segue elogiando a cerimônia e a cidade “por suas cores, por seus fogos de artifício, por sua música, por sua gente, pelo Cristo Redentor, aliás ao fundo como perfeito protetor, ícone universal de uma cidade na qual cabem vários mundos”. (O argentino El Clarin)

O jornal francês Le Monde chamou a cerimônia de inovadora e destacou que a abertura foi marcada por uma celebração da música brasileira.

Vale lembrar que o Le Monde não omitiu "as vaias" que o presidente "interino",Michel Temer,recebeu de uma grande parte do público que lotava o estádio do Maracanã.

Na página da BBC inglesa,ao vivo, a cerimônia foi classificada como um “show espetacular”.

"O The Guardian" citou a imagem do Cristo Redentor com o Maracanã ao fundo e os fogos de artifício iluminando-o: "Que visão!! "É melhor nós começarmos a fazer algo sobre o meio ambiente ou nós talvez não tenhamos muitas Olimpíadas para celebrar no futuro",concluiu.

"Uma festa de música, cores e esporte no Rio de Janeiro, à altura da cidade maravilhosa, com ritmo e beleza", mostrou El Clarín, ARG:

O Boston Globe, EUA publicou: "Se você estava em dúvida sobre assistir à cerimônia de abertura, vale a pena! Uma apresentação visualmente deslumbrante."

"Espetacular, espetacular, espetacular".(La Tercera, CHI)

"É como se alguém tivesse apertado o botão e ligado as pessoas.De repente, tudo é esplêndido."(Telegraph, UK)

La Vanguardia, ESP: "Chega a construção do Brasil contemporâneo com todas as cidades que o formam. Espetacular o efeito visual que se vê neste momento no Maracanã."


(Maracanã)
Sport, ESP: "O Brasil surpreendeu com uma festa cheia de luz e música, assim como com várias cenas muito marcantes.".

Enfim,o reconhecimento ao profissionalismo,à dedicação e à entrega dos profissionais brasileiros ao projeto,coroado com a impecável cerimônia de abertura, foi exaltado no mun-do in-tei-ro.

Interessante, que os protestos durante a Copa do Mundo,e quando da vitória do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos, foram muitos.Não é do desconhecimento de ninguém que a inveja é um mal terrível.Esta doença,eu a classifico assim,pode ser compreendida na "Síndrome de Solomom",que evidencia o lado obscuro da condição humana que mete o olho gordo, no sentido popular, no sucesso alheio.E por outro lado,mostra a falta de autoestima e de confiança ao acharmos que o nosso valor depende da opinião de outros.E ainda mais agora,com o Brasil em plena crise política-econômica,alguns invejosos desinformados estavam na torcida contra o país, jogando coisas ruins,olho de seca pimenteira,como a minha avó dizia.

Mas o santo é forte.Hã! E...é muito!! E mais:Deus é brasileiro.E acabou que o tiro saiu pela culatra. O evento brilhou tal qual um "vaga-lume", :) uma estrela de primeira grandeza.Tal qual a Lua. Derrubando o pessimismo,os prognósticos macabros, e a inveja.

Que o nosso país continue firme,e não se abale com as críticas de outros países e de quem quer que seja incapaz de reconhecer que o brasileiro, sim,tem seu valor. 
E o Rio Olímpico continua lindo e brilhando. :) ♥
(L.M)

   
Algumas canções da trilha sonora da festa estão  aquiaqui, aqui, aqui. E aqui.


Um bom domingo olímpico aos meus amigos que me leem.

Um beijo
Lau


Obs. Desculpem a má formatação do post. 
Amanhã tento melhorá-la.

-----


Aqui, um "flashback".
Imagens com direitos autorais.
Aqui tem tudo que está rolando no "Rio Olímpico". 
E aqui mais informações sobre a  cerimônia de abertura dos Jogos no Rio de Janeiro.

Saturday, July 30, 2016

" A linguagem é o mais perigoso de todos os bens".

Imagem,com licença poética, by Monika Sosnowska



Havendo meditado profundamente sobre a afirmação do poeta Hölderlin – “a linguagem é o mais perigoso de todos os bens” –, o Sr. Saturnino deliberou recolher-se à mudez total.Sua boca não pronunciou mais um monossílabo.

A família sentiu que não havia argumento ou artifício capaz de devolvê-lo ao mundo dos sons,e por sua vez foi ficando calada.No fim de seis meses ninguém falava naquela casa. Nem as moscas zumbiam.

A história da família silenciosa provocou certa curiosidade, mas outros seis meses se passaram,e não se prestou mais atenção naquilo.Saturnino e família foram esquecidos.

Não pediam, não reclamavam, não pleiteavam nada. Ultimamente nem saíam de casa. A casa não se abria.O fiscal de arrecadação,por força de lei,bateu à porta para intimar Saturnino a pagar com multas os impostos. 

A porta abriu-se sem ranger e lá dentro foram encontrados Saturnino e seus familiares transformados no advérbio jamais.



                                                       Disclaimer
Hipérbole,ironias etcéteraetal é o que vemos nesse conto de Drummond,autor que sempre me  encantou com suas letrinhas.  
Há umas palavras de Drummond que não canso de repetir: 
"Entendo que poesia é negócio de grande responsabilidade,e não considero "honesto" rotular-se de poeta quem apenas verseje por dor de cotovelo". rsrs 
Drummond não perdoa,solta o verbo.Esse "pedacinho" está no prefácio do livro "Contos Plausíveis",(link) de onde retirei esse conto sensacional que publico hoje.

E você,que me lê agora,o que achou do radicalismo 
do personagem Saturnino ??? 

 Os sons estão a seguir, e também com licença poética. 
Cliquem,caso queiram.
1-
2-
3-

Um beijos aos amigos que me leem,e aos que sentiram falta da atualização do blog. Obrigada. ♥

Bom domingo.
Beijos.
Lau


"uma nota"
          Um dia desses,falei sobre o crescimento da demanda nos blogs.Hoje mesmo, tb registrei aqui no Renascendo o alto número de visitantes.
Como dizia a minha avó,derruba-se a cobra e mostra-se o objeto com que a derrubou.Vejam o que acabei de receber do meu "advisor tecnológico".
Como meu blog está sendo gravado,deixo aqui para os meus leitores amigos.
Lau



Clique sobre o gráfico
                        Visitantes hoje (30/7)até às 20:57 P.M.= 994



Hoje: 31/7/2016 até às 10:10 A.M.








Fonte: ANDRADE, Carlos Drummond de. Contos Plausíveis. Rio de Janeiro: Record, 1991. p. 118.
Imagem by Monika Sosnowska
Quem não conhece Hölderlin, pode clicar aqui .

Sunday, July 24, 2016

Mais 365 dias, 8760 horas...

                                                     Imagem com licença do Google. :) 

Ontem, ao acessar a página do Google,fui surpreendida com uma "Feliz aniversário, Lau".Adorei! Sempre gostei de comemorar meu aniversário.Caí na real,ao sair do virtual, e fiquei pensando: vivi mais 365 dias, 8760 horas ,525600 minutos e 31536000 segundos.

Que bom!!! Obrigada ao meu Deus!!

E pensei também em quantas horas perdi,ou ganhei,ao acessar esse site de  pesquisa,o do Google.E esse "evento" me levou a desencavar uma citação de Roland Bathes:"Há uma idade em que se ensina o que se sabe; mas vem em seguida outra, em que se ensina o que não se sabe: isso se chama pesquisar. Vem talvez agora a idade de uma outra experiência, a de desaprender, de deixar trabalhar o remanejamento imprevisível que o esquecimento impõe à sedimentação dos saberes, das culturas, das crenças que atravessamos. Essa experiência tem, creio eu, um nome ilustre e fora de moda, que ousarei tomar aqui sem complexo, na própria encruzilhada de sua etimologia: sapientia: nenhum poder,um pouco de saber, um pouco de sabedoria,e o máximo de sabor possível. 

Me detive às palavras que encerram a citação e "ouvi" como um mantra: "sapientia: nenhum poder,um pouco de saber,um pouco de sabedoria,e o máximo de sabor possível"

Feliz vida pra mim,e para todos os amigos, com tudo isso e mais alguma coisa.

Lau Milesi  

E.T. soube que essa gentileza do Google só é oferecida a quem tem somente um gmail, e que tenha fornecido CPF,telefone,endereço etcéteraetal.Portanto, fakes não ganham parabéns, Bem feito, né?  


Disclaimer (mix)
Quando eu nasci,não houve nada de novo senão eu.

Um anjo esbelto desses que tocam trombeta, anunciou:vai carregar bandeira.Cargo muito pesado pra mulher,esta espécie ainda envergonhada.Aceito os subterfúgios que me cabem,sem precisar mentir.Não sou feia que não possa casar,acho o Rio de Janeiro uma beleza eora sim, ora não, creio em parto sem dor.Mas o que sinto escrevo.  Cumpro a sina.Inauguro linhagens, fundo reinos— dor não é amargura.Minha tristeza não tem pedigree,já a minha vontade de alegria,sua raiz vai ao meu mil avô.Vai ser coxo na vida é maldição pra homem.
Mulher é desdobrável. 
Eu sou.
O mundo é grande E desde cedo ela aprendeu que a vida é curta .
Por isso a urgência.Feito girassol
ela vai em direção à luz 
buscando o calor da vida.
...
( Sebastião da Gama (link) in  Pequeno Poema e Adélia Prado  (link)in "Com Licença Poética")
Zack Magiezi em "Notas Sobre Ela".



O soundtrack  do post pode ser ouvido aqui.


Boa semana para os amigos que por aqui passam.
Obrigada pela audiência nesses dias.
Um beijo
Lau


 Recadinho. 
Temporariamente, o link dos comentários não será disponibilizado. 
Desculpem.


Sobre Roland Bathes, pode-se ver aqui.